Mateus Quelhas dos Santos Martins permaneceu na França por dois anos e oitos meses.

Em 2011, a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ) anunciou a parceria com a Ecole Nationale Vétérinaire, Agroalimentaire et de L’Alimentation Nantes-Atlantique, denominada Oniris. A iniciativa proporciona que estudantes do curso de Ciências dos Alimentos cursem o programa de dupla diplomação, ou seja, tenham sua formação enriquecida com um diploma validado tanto em território brasileiro quanto na França.

Três anos depois, Mateus Quelhas dos Santos Martins é o primeiro esalqueano a completar a formação inserida no programa. O estudante seguiu para a França em janeiro de 2012 e, por dois anos e oito meses, cursou disciplinas e fez estágios no país.  De volta ao Brasil, Mateus conta que, na esfera acadêmica, a formação na França complementa a base conceitual apresentada na ESALQ. “Levamos a base da graduação em Ciências dos Alimentos e completamos a formação com os aspectos ligados à engenharia, além de economia, estratégias de negócios etc. “Com isso, adquirimos uma visão holística do setor, saímos da ESALQ com conhecimento relacionado às temáticas da bioquímica dos alimentos e, na França, partimos mais para a área empresarial, de mercado de alimentos, e assim passamos a conhecer a dinâmica dos negócios, até porque realizamos estágios obrigatórios dentro do ambiente corporativo” – disse Martins. Sobre o processo de adaptação, Mateus aponta o clima como um grande obstáculo, mas revela que o contato com a cultura e o povo francês foi bem tranquilo.

No início de setembro, convidado pela professora Thais Vieira, do Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição (LAN), o discente reuniu-se com alunos do curso para contar suas experiências. “É importante eles conhecerem o ponto de vista do aluno, os desafios enfrentados desde que chegamos à França e como passar da melhor forma os dois anos e oito meses”. Para a docente do LAN, que coordena na ESALQ as atividades deste programa de dupla diplomação, trata-se de uma oportunidade excelente para os alunos conseguirem estágios em empresas, não só no Brasil como em outras partes do mundo. “O primeiro aluno francês que concluiu a dupla diplomação foi enviado por uma empresa francesa para atuar na África, em Moçambique, para trabalhar com segurança alimentar, porque ele tinha a experiência no Brasil e dominava nosso idioma, o mesmo do país africano. O plano de estudo que definimos com esses alunos é muito claro e, antes de partirem para a França, eles têm a plena consciência do caminho acadêmico que precisam trilhar o que facilita o máximo do aproveitamento nesses dois universos” – contou a professora Thais Vieira.

 

Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”

Av. Pádua Dias, 11 – Piracicaba – São Paulo

Telefone: (19) 3429-4100