Essa comida é daquelas que dá pra se fazer com o que tem na geladeira. A kafta de cordeiro compro em um açougue excelente que tem aqui. Por não ter a receita da kafta ainda, vou atrás dela e depois posto aqui, achei uma na Internet que mais se parece com ela no site Brasil Sabor.
Primeiro fiz uma xícara de arroz com uma cebola média picadinha e duas cenouras pequenas raladas. Pra isso refogue o arroz normalmente e antes de por água coloque a cenoura. Adicione água suficiente apenas para cobrir e deixe em fogo de baixo a médio até secar.

Enquanto o arroz foi cozinhando piquei 4 fatias grossas de chester, dois tomates, umas cinco azeitonas pretas e rúcula. Também cozinhei dois ovos e piquei. Pra finalizar, misture todos os ingredientes, coloque em uma forma e cubra com queijo. Eu usei queijo de nozinho ralado, muito comum por aqui.
A base desse prato é o arroz, portanto dá pra se colocar qualquer tipo de ingrediente, o que mais gostar. Pra ficar esse formato usei uma embalagem de plástico tipo dessas que a gente usa pra por azeitona em supermercado. Pra acompanhar o cordeiro fiz um molhinho que reinventei.

*Molho Cordeiro
-2 colheres cheias de geleia de damasco
-1 colher de sopa de molho inglês
-1 colher de sopa de molho shoyo
– Metade de um maço de hortelã
– Água

Use somente as folhas da hortelã. Você pode usar um mixer pra dar uma picada e também uma batidinha em algumas folhas ou picar bem picadinho com uma faca mesmo. Dissolva a geleia em uma frigideira com meio copo (tipo de requeijão) de água. Use fogo baixo. Coloque em seguida o molho inglês e o shoyo. Misture e adicione a hortelã. Deixe fervendo por uns 10 minutinhos, até engrossar um pouco. Coloque quente por cima do cordeiro e sirva.

*Terminei o post assistindo o filme 500 Dias com Ela na tv a cabo, é um pouco velho já. Credo que filme mais triste e mulher mais cruel. Tanto sofrimento pra passar o recado de que “não existe milagre, nem coincidências”. Mas por fim, não deixa de ser interessante afinal, é uma comédia romântica sem happy and.