Outro dia fui comprar grão de bico e vi um saquinho de canjica. Eu me lembro de comer canjica quando criança. O André nem se lembra de já ter comido canjica. Só que a canjica é meio calórica, pois a maioria das pessoas coloca leite condensado pra adoçar. O que fica uma maravilha, lógico!
Mas resolvi adaptar a receita para uma versão mais light. No começo errei a dosagem de adoçante e tive que colocar mais depois. O resultado dessa adaptação que eu fiz vocês conferem aqui.
*Canjica light
– meio pacote de canjica branca
– 1 litro de leite desnatado
– adoçante líquido
– 1 xícara de açúcar mascavo
– 1 vidro de leite de coco light
– canela em pó

Gente, primeiro tem que deixar a canjica de molho na água de um dia para o outro. No outro dia de manhã ou na hora do almoço coloque a canjica em uma panela de pressão, junto com 1 litro de leite e 1 xícara de açúcar mascavo. Eu deixei cozinhando por uns 20 minutos depois que pegou pressão, começou a fazer o barulhinho da panela. Daí você abre pra conferir se está macia. Se não estiver, volte para o fogo e deixe mais uns 15 minutos. Quando a canjica estiver cozida, abra a panela e acrescente 1 vidro de leite de côco light e 40 gotas de adoçante líquido. Volte a panela para o fogo e deixe na pressão por mais uns 10 minutos. Desligue e veja se ela está cremosa. Se não, deixe mais um pouco no fogo, mas sem ser na pressão pra não correr o risco de queimar.
No fim acrescentei canela já na panela que foi pra geladeira. Ela é super prática. Dá pra comer quente ou gelada. Se quiser quente pode esquentar no microondas. E a canela fica ao gosto de cada um.

A canjica é um produto 100% brasileiro e surgiu da necessidade de variações do milho para a alimentação. Para mulheres grávidas diz a lenda que ajuda a aumentar o leite. Entre suas variações as mais consumidas são as que agregam leite condensado, amendoim ou vinho.