Hoje já é dia 29, e já já o ano termina! 

Cruze os dedos, mentalize só coisas boas e espere um 2014 abençoado para todos nós! 

Dezembro é sempre assim. Parece que no último dia do ano temos a oportunidade de transformar nossas vidas, para viver o próximo ano que já começa na 0h do dia seguinte. É como se pegássemos uma folha em branco e ali anotássemos tudo o que gostaríamos de melhorar, o que não fazer mais ou o que fazer mais e melhor.

E nesse hora vale tudo. Usar uma cor de lingerie com sinônimo de paz, amor ou dinheiro, colocar a foto de um santo embaixo do prato, amarrar o pingente de uma figa no garfo, comer lentilhas, louro, sete uvas, dar três pulinhos e uma voltinha em torno da cadeira. Ah, não podemos esquecer da romã. É praticamente inevitável nos apossarmos de alguma “mandinga” para dizer ao nosso cérebro que tudo será melhor. E é o que desejamos mesmo.

Sandro Dias é professor de história da gastronomia do Centro Universitário Senac – Águas de São Pedro, e conta que a virada do ano sempre esteve relacionada à um momento de reflexão sobre o que nós imaginamos ser um novo ciclo de vida. “Tradicionalmente a palavra que usamos foi emprestada dos franceses: Réveillon, que deriva do francês réveiller (revelar, despertar, acordar).”

Os grãos, diz Sandro, estão relacionados à questão da fartura. “Nunca contamos os grãos, eles são sempre visualizados em sua coletividade, sendo assim símbolo de bonança.”

A lentilha, um ícone das receitas da ceia de Ano Novo, é o primeiro alimento que deve ser ingerido na virada do ano para que não falte dinheiro e prosperidade. “Uma das explicações é que esse grão incha e dobra de tamanho depois de cozidas”, fala Sandro. Já o peixe, por viverem na água, são considerados símbolos de purificação e fertilidade, uma vez que suas ovas são sempre numerosas.

Penne ao Pesto de Lentilha e Ervilha

Por Valdecir Pereira

www.facebook.com/valdecirpereira.pereira

Ingredientes

150 ml de azeite extra virgem, 20 g de manjericão, 30 g de pinolis, 100 g de lentilhas cozidas até o ponto macio, 100 g de ervilhas secas cozidas até ponto macio, 2 dentes de alho (sem miolo), sal e pimenta do reino a gosto, 100 g de parmesão ralado, 300 g de macarrão tipo penne

Molho Pesto

Bata o azeite, manjericão, pinolis, lentilhas, ervilhas, o alho, sal e a pimenta no liquidificador até o ponto de pasta. Cozinhe o macarrão al dente. Na finalização, lembre de esquentar um pouco o pesto sobre a panela de cozimento do macarrão para daí, com a massa ainda molhada, juntar numa caçarola e mexer bem para incorporar todos os sabores e ficar bem distribuído. Sirva quente e polvilhe uma boa porção de queijo ralado por cima.