SALADA

Ok, fiz um monte de exames. Meu colesterol está acima do considerado elevado. Vamos então comer menos. O que não significa perda na qualidade das receitas que eu testo. Mas pra comemorar esse resultado fiz uma salada pra jantar ontem.
Nada demais, o diferente foi só a organização do prato e o molho. Peguei o que tinha na geladeira, então não foi nem um tipo de carne. Bem light mesmo.

Piquei um pouco de alface americano. Fiz um tanto que considerei a quantia certa para eu e também meu marido. Sempre faço porções pequenas para mim. Então…rs, alface picadinha, não muito fininha. Coloquei em um canto do prato. No outro coloquei folhas de rúcula, todas organizadas para o mesmo lado. Piquei em tiras cenouras e pepino. E tirei a tampa de um tomate pequeno.
Coloquei as tiras de pepino dentro do tomate. Pra completar a salada, caso contrário ia ficar muito natureba, joguei lascas de parmesão e fatias de azeitona preta em cima do alface e piquei meio caju em cima do montinho de rúcula.

O molho é o creme de la creme da salada. Esse encontrei no site Panelinha que é excelente. Você pode encontrar a receita do molho clicando aqui. Mas é bem simples, aliás, ando usando muito ele. Para cada três colheres de sopa de azeite coloque uma de vinagre balsâmico. Acrescente sal e pimenta do reino a gosto e bata, por um minuto mas com velocidade. Ele ficará bem encorpado, mais grosso e uma delícia.
Joguei esse molho por cima de toda a salada. Fica perfeito. A receita de salada que está no site que eu falei acima eu já testei. Mas ainda não encontrei um jeito certo de fazer a cestinha de parmesão. Vou testar novamente e se conseguir conto aqui qual o truque, rs!
Enfim, é isso…as vezes fico cansada, estressada e sem vontade de nada, até de cozinhar, então o atraso de post foi porque fiz comidas, sei lá, rapidinhasss…qualquer dia conto aqui, mas aviso que é a base de miojo e enlatado. Afff…assim como tem dias que fico estressada e quero ir pra cozinha. Acho que é a tpm, mas não é não. Enfim, é isso.  
Se alguém ler isso, por favor se manifeste com um comentário aqui no blog…talvez assim eu saiba que não estou “escrevendo para a escuridão sem fim da Internet”, rs.