Você está em:
Molho de Iogurte e Chia para a Salada

Molho de Iogurte e Chia para a Salada

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Versão para impressão

Conteúdo da publicação

Molho de iogurte e chia para a salada  é uma receita muito prática. Você pode usar para diversos acompanhamentos. Tenho assistido muitas vezes o Jamie Oliver cozinhar e é incrível como ele usa iogurte em várias receitas. Ele coloca no frango, na carne e até no arroz. Mas sempre em forma de molhinho batido com alguma coisa. Eu gosto muito de variar os molhos de iogurte para a salada. Acho que fica leve, muito gostoso e sai um pouco do trivial. Nesta receita esse molho também ganha um ar funcional, já que leva chia.

Molho Iogurte e Chia para a Salada 
(receita da foto)
Blog Senhora Mesa

1 pote de iogurte natural desnatado
1 colher sopa de chia
2 colheres sopa de azeite
2 colheres sopa de salsinha picada
1/2 dente de alho espremido
1 colher sopa de suco de limão
1 colher café de sal

Preparo: Misture tudo e sirva sobre a salada. Você pode colocar outras ervas como manjericão, alecrim, sálvia e orégano. Pode usar seco, mas prefiro usar essas ervas frescas. O sabor é completamente diferente. Você pode ainda colocar mostarda, mel, vinagre balsâmico e raspas de limão siciliano. E para tornar o molho mais funcional, coloque gergelim ou até aveia.

Benefícios da Chia
Fonte: Revista Veja

*Tem ação anti-inflamatória, porque  o  grão fornece o ômega 3 (ácido linolênico), que tem a propriedade de combater a inflamação do organismo. Um estudo realizado por AYERZA, R e COATES W, publicado na revista Annals of Nutrition and Metabolism em 2007 , mostrou que a dieta contendo chia, tanto na forma de grão como na forma de óleo, foi capaz de aumentar os níveis plasmáticos de ácidos graxos ômega 3.

2 – Tem compostos bioativos com forte ação antioxidante, combatendo a ação dos radicais livres que levam ao envelhecimento precoce e também resultam no desenvolvimento de algumas doenças.

3 – Contribui com o controle do diabetes, graças ao alto teor de fibras, o que ajuda a melhorar a sensibilidade ao hormônio insulina, melhorando a glicemia pós prandial (pós refeição). As fibras tornam mais lenta a absorção dos açúcares pelo intestino, o que ajuda e muito a manter a glicemia (açúcar no sangue) controlada. CHICCO,A. e colaboradores, em 2009, publicaram na revista British Journal of Nutrition um estudo que concluiu que uma dieta incluindo o grão de chia influencia positivamente na melhora da resistência à insulina, o que é fundamental para o bom controle do diabetes.

4 – É grande aliada nas dietas de emagrecimento ou na manutenção do peso ideal, por ser fonte de fibras solúveis que formam um composto gelatinoso  no estômago, tornando a digestão mais lenta e  resultando num aumento de saciedade. Isso favorece uma melhor seleção dos alimentos nas refeições seguintes, bem como redução nas quantidades, uma vez que reduz apetite.

5 – Pode ser um alimento coadjuvante na redução do risco de doenças  cardiovasculares,diabetes, dislipidemia em indivíduos que apresentam sobrepeso, isso também por melhorar a resistência à insulina e perfil lipídico. Os indivíduos obesos ou que apresentam sobrepeso já tem fator de risco para o desenvolvimento de diabetes e doenças cardiovasculares. Em março de 2011, na revista Journal of Nutritional Biochemistry, pesquisadores concluíram que o grão de chia introduzido na alimentação dos animais analisados melhorou a sensibilidade à insulina, reduziu a gordura visceral, o que já é fator de proteção para doenças cardiovasculares.

6 – Combate a constipação, ajudando com a boa saúde intestinal, isso também pela quantidade de fibras que fornece.

7 – O consumo do grão favorece também o controle da pressão arterial, porque o ômega 3  presente tem efeito anti-hipertensivo.

8 – A presença do ômega 3 também faz com que a chia seja um bom alimento para a saúde cerebral, já que esses ácidos graxos poli-insaturados são componentes da estrutura das células nervosas, podendo também melhorar a memória, reduzir a ansiedade e depressão.

9 – Ajuda a melhorar a resistência e rendimento de atletas, além da recuperação muscular no pós treino, isso por causa da presença de proteínas vegetais, ômega 3 e também a presença de minerais que são perdidos pelo suor.

10 – É um poderoso alimento para incluir nas dietas de vegetarianos, por ser  fonte de proteínas vegetais. A qualidade da proteína é excelente, contendo muitos aminoácidos essenciais.

Palavras-chaves

Gostou? Conta pra gente o que achou!

Veja mais notícias semelhantes

Ospreferidos na mesa

Receitas e promoções sempre em primeira mão

Se você quer ser a primeira a receber as novidades da Senhora Mesa e não perder nenhuma das promoções que iremos lançar, preencha seu nome e e-mail e ganhe já o e-book Cozinha fácil!

Junte-se a mais de 50.000 cozinheiros e cozinheiras do brasil e do mundo

Receba sempre em primeira mão as novidades do nosso site e comece a fazer sucesso na cozinha!